Muito mais que informação. Uma prestação de serviço.
Comissão promove primeira audiência pública sobre privatização dos Correios
Comissão promove primeira audiência pública sobre privatização dos Correios

Comissão promove primeira audiência pública sobre privatização dos Correios

A Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) promove na quarta-feira (6) a primeira de duas audiências previstas para debater o projeto que permite a privatização dos Correios. 

PL 591/2021 dispõe sobre o marco regulatório, a organização e a manutenção do Sistema Nacional de Serviços Postais (SNSP). A matéria, apresentada pelo Poder Executivo, foi aprovada pela Câmara em agosto.

Com relatoria do senador Marcio Bittar (MDB-AC), o texto diverge de outra matéria que tramita no Senado, a partir de sugestão popular, para que os Correios sejam retirados do programa de desestatização.

O PL autoriza a União a vender a Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos (ECT) para a iniciativa privada. Por 18 meses após a privatização, os atuais empregados só podem ser demitidos por justa causa. Mas podem aderir a um plano de demissão voluntária em até 180 dias.

O texto também permite a exploração pela iniciativa privada de todos os serviços postais. A proposta estabelece condições para a desestatização da ECT e remete a regulação do setor à Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel).

Foram convidados para a audiência:

. Maria Inês Capelli Fulgitini, presidente da Associação dos Profissionais dos Correios;

. José Rivaldo da Silva, secretário-geral da Federação Nacional dos Trabalhadores em Empresas de Correios e Telégrafos e Similares 

. Maria Salette Rodrigues de Melo, presidente da Associação Nacional das Entidades Regionais de Agências de Franquias Postais (Apost) 

. Elias Cesário de Brito Junior, vice-presidente da Federação Interestadual dos Sindicatos dos Trabalhadores e Trabalhadoras dos Correios (Findect) e presidente do Sindicato dos Correios de São Paulo, grande São Paulo e zona postal de Sorocaba (Sintect-SP)  

Fonte: Agência Senado

COMPARTILHE ESSA NOTÍCIA

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *